biblioteca
biblioteca

Biblioteca Ruy Carlos Ostermann #2 – Diga lá, Tino!

Quando pensamos em jornalismo esportivo, dificilmente não lembramos do nome de Tino Marcos. O jornalista de 58 anos é uma das maiores referências da reportagem no Brasil e anunciou sua saída da Globo recentemente, com planos de dedicar-se à família. 

Tino Marcos iniciou a carreira no Jornal dos Sports e não estava em seus planos trabalhar em televisão, mas topou o desafio em 1985, quando foi convidado para integrar a equipe da TV Globo. Foram mais de 36 anos de carreira, em que Tino cobriu oito Copas do Mundo, seis Olimpíadas e viajou o mundo todo noticiando infinitas conquistas e derrotas do esporte Brasileiro e, principalmente, da Seleção Brasileira de Futebol. 

No Twitter, o jornalista se despediu da emissora e agradeceu por tanto carinho dos fãs. “Se alguém buscar no arquivo uma matéria do velho repórter, de qualquer época, vai encontrar sempre a expressão de um cara feliz fazendo aquilo. Portanto, valeu demais!”, escreveu Tino Marcos.

Para a jornalista recém formada que escreve esse texto, Tino Marcos é inspiração e referência. E confesso que me emocionei bastante quando, com toda a simpatia e generosidade, ele aceitou com tanto carinho indicar alguns livros para a nossa Biblioteca

Como escreveu o colega Marcelo Courrege, é o Pelé do nosso esporte se despedindo. De fato, o jornalismo esportivo diz tchau pra um dos seus maiores jogadores, mas todo trabalho e sabedoria compartilhada ficam pra história. Obrigada, internet, por nos permitir acesso eterno a tantas matérias de Tino. 

Confira agora as três indicações de livro do jornalista para nossa biblioteca. Diga lá, Tino!


Um Terra Prometida, de Barack Obama

Uma Terra Prometida é um testemunho vibrante e profundamente pessoal do presidente que  inspirou tantos a acreditar no poder da democracia. Em primeira pessoa, Obama narra a história da sua improvável odisseia, de jovem em busca da própria identidade a líder do mundo livre, descrevendo com uma minúcia extraordinariamente pessoal quer a sua educação política quer os marcos do primeiro mandato da sua histórica presidência – um tempo de dramática transformação e turbulência. 

Barack Obama convida os leitores a embarcar numa viagem emocionante, desde as suas primeiras aspirações políticas à decisiva vitória na convenção do Iowa até à noite que marcou o ponto de viragem na História, o 4 de Novembro de 2008, quando foi eleito o 44.o presidente dos Estados Unidos da América e se tornou o primeiro afro-americano a assumir o cargo mais importante do país.

Diga lá, Tino! Esse é o livro que eu tô lendo no momento. É uma história muito interessante e muito bonita!


Marighella, de Mário Magalhães

Nesta narrativa repleta de revelações, o jornalista Mário Magalhães investiga as várias facetas de Marighella. Em ritmo de thriller, reconstitui com realismo desconcertante passagens pela prisão, resistência à tortura, operações de espionagem na Guerra Fria e assaltos da guerrilha a bancos, carros-fortes e trem-pagador. Mas também recupera a célebre prova de física respondida em versos no Ginásio da Bahia e poemas de amor. Mais do que a história de um personagem, essa é a história de um Brasil de movimentos radicais e da esquerda nacional e no mundo.

Diga lá, Tino! Mário Magalhães é um biógrafo da melhor qualidade, com uma pesquisa incrível. É um livro grande, maravilhoso que tem muito embasamento histórico…  Na verdade, esse livro é uma aula de história! É o Brasil dos anos em que Marighella viveu. Eu gostei demais desse livro.


Plano de ataque, de Ivan Sant’Anna

Como foi concebido o atentado terrorista de 11 de setembro? Como os pilotos suicidas foram recrutados, e que treinamento receberam no Afeganistão? E o que aconteceu durante os voos daquela manhã que o mundo não vai esquecer? Após três anos de pesquisas minuciosas, Ivan Sant´Anna, autor do best-seller Caixa-preta, revela neste livro a trajetória dos homens que planejaram o ataque e daqueles que sequestraram os quatro aviões, reconstituindo episódios ainda pouco conhecidos do drama humano dos terroristas e das vítimas.

Diga lá, Tino! Minha última indicação é de alguém que eu admiro muito, que inclusive é meu amigo: o  Ivan Sant’Anna. Ele é um escritor de mão cheia e qualquer livro dele está valendo. Mas vou indicar “Plano de ataque”, que pra mim é uma obra-prima. É um livro pequeno, mas espetacular! É um livro sobre os preparativos e sobre o que aconteceu no atentado das Torres Gêmeas do 11 de setembro de 2001, que aliás vai fazer vinte anos em 2021. É uma reportagem, mas você lê como se fosse um romance que não dá para parar. É espetacular!

Texto de Júlia Vargas.

compartilhe

Faça parte do nosso time

Preencha o formulário para que nossa equipe possa avaliar suas informações e entrar em contato.

Publique o seu artigo

Preencha o formulário para que nossa equipe possa entrar em contato e ajudar você a publicar seu artigo.