estante de livros
estante de livros

Biblioteca Ruy Carlos Ostermann #17 – os livros do Bergamota Mecânica

Diori Vasconcelos, Raphael Gomes e Rodrigo Oliveira trabalham juntos há quase uma década. Os três fazem parte da equipe de esportes da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre. E, além da profissão e paixão pelo futebol, também compartilham o gosto pelos livros e a produção do podcast Bergamota Mecânica

O podcast nasceu em janeiro de 2021 e o nome é inspirado na seleção holandesa de 1974, apelidada de “Laranja Mecânica”. Como estamos no sul do Brasil e os três jornalistas são “máquinas de teses” – como todo o brasileiro fã de futebol, “Bergamota Mecânica” é o nome perfeito. 

E podemos dizer que eles são uma máquina mesmo. Com menos de 20 episódios, eles já tinham alcançado o topo da lista “Top podcasts de esportes” do Spotify, como o podcast mais ouvido de esportes do Brasil e estão entre os 200 mais ouvidos do mundo.

Em cada episódio, Diori, Rodrigo e Raphael escolhem um tema para debater por 45 minutos “mais acrescimos”. Barcelona, Maradona, camisetas antigas, a influência do futebol nas guerras, Rainha Marta e a máfia do apito já foram assuntos conversados por eles. No fim, eles aproveitam para indicar livros, filmes e séries sobre futebol, esse esporte tão presente na cultura brasileira.

Aproveitando a relação que os três possuem com a literatura, as indicações da Biblioteca Ruy Carlos Ostermann de hoje são dos participantes do Bergamota Mecânica.

Raphael Gomes – Invasão de Campo (Bárbara Smit)

Apesar de ter sido escrito há mais de uma década, Bárbara Smit conta uma das maiores histórias do jornalismo esportivo. Ela começa falando de nazismo em 1920, passa pela criação das maiores empresas esportivas do mundo, Jogos Olímpicos, Copas do Mundo e traz um raio-x do início do marketing esportivo. A partir da família Dassler, ela conta como os irmãos Adolf e Rudolf foram figuras importantíssimas para colocar uma das primeiras pedras fundamentais que formam o esporte atual. Além disso, sugiro a leitura de um livro de futebol escrito por uma mulher (raridade no nosso mercado atual). Para mostrar que talento não tem gênero, Bárbara escreve o melhor livro de futebol que já li.


Diori Vasconcelos – Do que eu falo quando eu falo de corrida, de Haruki Murakami

A escolha deste livro pode parecer suspeita porque sou um maratonista. No entanto, posso garantir que essa não é uma dica apenas para corredores. Quem nunca pensou em colocar um par de tênis e sair pelo asfalto certamente terá uma leitura muito prazeroso. Muito mais do que corrida, esse é um livro que fala sobre a relação entre o esporte e os desafios da vida. Quem curtir a obra, fica a dica também de procurar outros livros de Haruki Murakami, best seller e maratonista japonês. O cara é um monstro.


Rodrigo Oliveira – O Poder do Hábito, de Charles Duhigg

Em todas as áreas da vida, o ser humano cria hábitos, o que é fundamental para atingirmos a excelência pessoal e profissional. Porém, muitas vezes os hábitos nos colocam em uma zona de conforto, inviabilizando o nosso crescimento. Isso vale para o indivíduo, para a equipe, para a empresa e para qualquer organização. Por vezes, os hábitos nos deixam craques em fazer apenas as mesmas coisas. E do jeito errado. O livro O Poder do Hábito explica como o ser humano cria hábitos e como podemos fazer para modificar os hábitos que atrapalham a nossa evolução. O livro não é sobre esporte, mas tenho certeza que seus ensinamentos são fundamentais para o nosso objetivo comum de transformar o futebol através de novas ideias.

Texto de Júlia Vargas.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Faça parte do nosso time

Preencha o formulário para que nossa equipe possa avaliar suas informações e entrar em contato.

Publique o seu artigo

Preencha o formulário para que nossa equipe possa entrar em contato e ajudar você a publicar seu artigo.