Três brasileiros ocupam top-10 das transferências mais caras de janela

Independentemente de nomes, valores e potencial esportivo, a transferência que marcou a janela de inverno da Europa, encerrada nesta quinta, não poderá ser avaliada dentro de campo. No dia 21 de janeiro, o argentino Emiliano Sala, que trocava o Nantes pelo Cardiff City na contratação mais cara da história do clube galês (€ 17 milhões), desapareceu enquanto voava sobre o Canal da Mancha rumo ao novo clube, na véspera do primeiro treino.

Encerrada a janela de transferências, o ranking dos valores das contratações confirma o potencial esportivo de Sala, de 28 anos. Sua saída foi a 11ª mais cara desse período de negociações no futebol europeu. A maior transação foi do atacante americano Christian Pulisic, de 20 anos, vendido pelo Borussia Dortmund ao Chelsea por € 64 milhões, jogador mais caro da história do seu país. Pulisic permanecerá atuando no Borussia por empréstimo.

* Pulisic ficará seis meses emprestado ao Dortmund, enquanto os demais estavam cedidos aos novos clubes, que só agora exerceram a opção de compra.

No top-10, três brasileiros, todos em negociações costuradas antes de a janela abrir. A segunda maior transação foi o retorno do volante brasileiro Paulinho, de 30 anos, ao Guangzhou Evergrande, depois de apenas uma temporada no Barcelona. Valor: € 42 milhões. Ele foi emprestado pelos catalães há seis meses aos chineses, que só agora exerceram a opção de compra exigida em contrato.

Em transação semelhante, o Guangzhou Evergrande também pagou € 19,2 milhões para contratar definitivamente o atacante Talisca, ainda no fim de outubro do ano passado, na nona transferência mais cara da janela de inverno europeia. Ele se mudou inicialmente por empréstimo e só depois o clube chinês exerceu a opção de compra ao Benfica.

O terceiro brasileiro na lista das dez maiores contratações também foi negociado no ano passado, mas só agora se transferiu para o novo clube. Por € 35 milhões – quarta transação mais cara dessa janela -, Lucas Paquetá deixou o Flamengo aos 21 anos rumo ao Milan, e já é titular do rubro-negro italiano.

O Milan, por sinal, é o único clube europeu com dois jogadores entre as dez maiores transferências da última janela. Pelos mesmos € 35 milhões, o clube tirou o polonês Krzysztof Piatek, de 23 anos, do Genoa. Logo em seu segundo jogo, Piatek brilhou marcando os dois gols da vitória por 2 a 0- sobre o Napoli pelas quartas de final da Copa da Itália.

Fonte: GloboEsporte
Foto: Marco Luzzani/Getty Images