Quais são as principais lesões no futebol?

Você já deve ter ouvido a frase: o futebol é um esporte de contato físico, certo? Mas se engana quem imagina que as principais causas de lesão em campo são provocadas por pancadas. Um estudo conduzido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que analisou o prontuário médico de oito times profissionais, aponta que movimentos de rotação e explosão muscular são os grandes responsáveis por desfalques médicos.

As principais lesões estão localizadas nos membros inferiores e podem ser ocasionadas por contato direto com ou sem contato com o adversário – as chamadas lesões indiretas, ou seja, situações nas quais o jogador se lesiona sozinho.

– Lesões por choque entre jogadores (as chamadas contusões): 24,1%
– Lesões musculares: 39,2%
– Torções: 17,9%
– Tendinites: 13,4%
– 72,2% das lesões ocorreram em membros inferiores, com predomínio na coxa (34,5%), no tornozelo (17,6%) e no joelho (11,8%)

Fonte: Unifesp

Entenda as lesões

As lesões musculares são extremamente comuns, representam quase 30% de todas as lesões ortopédicas, sendo a musculatura da coxa e perna as principais regiões lesionadas.

As entorses, principalmente do tornozelo e joelho, levam principalmente às lesões ligamentares, parciais ou completas, determinadas pela articulação envolvida e, principalmente, a energia e a forma como este tipo de entorse ocorreu.

As lesões por sobrecarga são oriundas de cargas elevadas de treinamentos associado às competições, sem respeitar o repouso apropriado para cada atleta. As tendinites do joelho e do tornozelo são muito comuns, principalmente a tendinite do tendão patelar, no caso do joelho e do tendão de Aquiles no caso do tornozelo e pé.

Nas situações em que ocorre uma sobrecarga óssea excessiva, principalmente no tornozelo e pé, pode levar a fratura por estresse, quando a fratura não corre pelo trauma específico, mas pela sobrecarga, levando a uma fragilidade óssea associada a um processo inflamatório local e surgimento do traço de fratura.

As fraturas podem ser consideradas, mas não são tão comuns. A região mais afetada é a do tornozelo e perna, que podem ocorrer por traumas e contusões diretas ou indiretamente nos casos de traumas torcionais.

Conteúdo extraído da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.