Papo sobre o Setembro Amarelo no FootHub

Papo sobre o Setembro Amarelo no FootHub

O FootHub recebeu na segunda-feira (30/09) as pessoas que fazem parte da comunidade do projeto no WhatsApp para debater o tema que é proposto pelo Setembro Amarelo, fechando o mês com uma conversa incrível sobre saúde mental. O evento contou com as presenças de Gisele Kumpel e Lucas Krause, especialistas na área, e do jogador do E.C. São José, Rafael Carrilho.

Setembro Amarelo é o mês da valorização da vida e da prevenção ao suicídio, ideia existente desde 2015. A conversa iniciou tratando de depressão, considerado por muitos o mal do século XXI. Este problema acontece pelo fato de as pessoas não darem a devida importância para a depressão, não buscando auxílio para resolver o problema. A depressão e o processo de terapia ainda são relacionados com a loucura, um pensamento cultural que prejudica a busca pela saúde mental.

Foi importante diferenciar o estado depressivo da depressão. O primeiro é apenas um período curto, onde a pessoa se recupera sozinha. A depressão consiste de um tempo maior, cerca de 15 dias onde a saúde mental se encontra extremamente prejudicada. Neste período, a parte física pode ser afetada, pois o corpo se manifesta de alguma forma. Seja através do corpo, ou da mente.

O jogador Rafael Carrilho trouxe seu relato de um período em que enfrentou problemas neste sentido. Dos nove aos 1quinta5 anos, Rafael atuou nas categorias de base do Grêmio e aos dezesseis foi pra Belo Horizonte, seguindo a carreira no Cruzeiro, onde ficou distante de sua família e amigos. Com alguns meses começou a sentir o peso da rotina de atleta, além da pressão de um contrato longo. Os fatos começaram a ter uma repercussão ainda maior em sua vida, e algo simples tomava uma grande dimensão. Em um dia de folga, voltou para Porto Alegre, sem avisar ninguém. Permaneceu na capital gaúcha por um período, quando não entrou em campo. Esse tempo foi necessário para entender o que passava em sua cabeça. Retomou a carreira apenas no ano seguinte, mais consciente do que fazia bem ou não para sua saúde mental.

Em seguida foram abordados alguns temas da psicologia relacionados com depressão, com o intuito de auxiliar todos os presentes a entender melhor seus próprios comportamentos. As dúvidas ao longo da carreira profissional e da vida devem ser tratadas de forma natural. Rafael Carrilho trouxe a comparação com os jogadores, que precisam tomar decisões fundamentais para sua trajetória ainda muito novos.

A principal dica da noite para os presentes no evento foi trabalhar seu estado emocional, de acordo com o tipo de pensamento. Não se trata de ignorar os pensamentos ruins, apenas entender suas dores e pensar no que pode ser feito para melhorar a situação. Para finalizar, alguns dos participantes do evento contaram casos que já vivenciaram, passando a mensagem de auxílio para os demais. A bela noite de segunda-feira reforçou o papel do FootHub, conectando pessoas com diferentes histórias.

Texto escrito por Rodrigo Romano, no Cadeira Central.