Liga das Nac?o?es da UEFA: tudo o que voce? precisa saber

O principal objetivo para a criação dessa competição é que a UEFA e suas associações queriam dar mais sentido esportivo no futebol de seleções, já que associações, treinadores, jogadores e torcedores vinham compartilhando cada vez mais a opinião de que os amistosos não estão proporcionando um nível competição adequada para as seleções nacionais.

O formato da Liga das Nações da UEFA inclui promoção e despromoção. As 55 equipes nacionais europeias foram divididas em quatro ligas, de acordo com as classificações do ranking da UEFA, em 11 de outubro de 2017.
A Liga A inclui as equipas melhor classificadas e a Liga D inclui as mais baixas.

LIGA A:
VALOR TOTAL DE MERCADO: 7,38 bilhões de Euros

Grupo A1: Alemanha, França, Holanda Grupo A2: Bélgica, Suíça, Islândia Grupo A3: Portugal, Itália, Polônia Grupo A4: Espanha, Inglaterra, Croácia

As equipes foram divididas em quatro grupos de três, com os vencedores do grupo disputando as finais da Liga das Nações da UEFA (semifinais, terceiro colocado e final) em junho de 2019 para se tornarem vencedores da Liga das Nações da UEFA. Um país anfitrião será nomeado em dezembro de 2018 dentre as equipes finalistas. As quatro equipes que terminarem em último nos seus grupos serão rebaixadas para a Liga B na edição de 2020.

As quatro melhores equipes classificadas que não se qualificam para o UEFA EURO 2020 entrarão em play-off em Março de 2020, com um lugar final em aberto.

LIGA B:
VALOR TOTAL DE MERCADO: 1,65 bilhões de Euros

Grupo B1: Eslováquia, Ucrânia, República Checa
Grupo B2: Rússia, Suécia, Turquia
Grupo B3: Áustria, Bósnia e Herzegovina, Irlanda do Norte Grupo B4: País de Gales, República da Irlanda, Dinamarca

As equipes foram divididas em quatro grupos de três.
Os quatro vencedores do grupo serão promovidos para a Liga A, e os quatro últimos serão rebaixados à Liga C na próxima competição a ser disputada em 2020.
As quatro equipes que terminarem líderes de seus grupos classificadas que não se qualificam para o UEFA EURO 2020 entrarão no play-off em Março de 2020, com uma das finais em aberto.

LIGA C:
VALOR TOTAL DE MERCADO: 977,45 milhões de Euros

Grupo C1: Escócia, Albânia, Israel
Grupo C2: Hungria, Grécia, Finlândia, Estónia Grupo C3: Eslovénia, Noruega, Bulgária, Chipre Grupo C4: Roménia, Sérvia, Montenegro, Lituânia

As equipes foram divididas em um grupo de três (contendo equipes dos Potes 1, 2 e 3 apenas) e três grupos de quatro.
Devido a restrições no local de inverno, um grupo pode conter no máximo duas dessas equipes: Noruega, Finlândia, Estônia, Lituânia.

Os quatro vencedores do grupo são promovidos para a Liga B, e as quatro seleções que terminarem em último serão rebaixados para a Liga D na edição de 2020.
As quatro melhores equipes classificadas que não se qualificam para o UEFA EURO 2020 entrarão em play-off em Março de 2020, com um lugar final em aberto.

LIGA D:
VALOR TOTAL DE MERCADO: 227,38 milhões de Euros

Grupo D1: Geórgia, Letônia, Cazaquistão, Andorra
Grupo D2: Bielorrússia, Luxemburgo, Moldávia, São Marino Grupo D3: Azerbaijão, Ilhas Faroé, Malta, Kosovo
Grupo D4: Macedônia, Armênia, Liechtenstein, Gibraltar

As equipes foram divididas em quatro grupos de quatro.
Devido a restrições excessivas de viagem, qualquer grupo não poderia conter no máximo um desses pares: Andorra e Cazaquistão, Ilhas Faroe e Cazaquistão, Gibraltar e Cazaquistão, Gibraltar e Azerbaijão
Os quatro vencedores do grupo são promovidos à Liga C para a edição de 2020. As quatro melhores equipes classificadas que não se qualificam para o UEFA EURO 2020 entrarão em play-off em Março de 2020, com um lugar final em aberto.

Os jogos da Liga das Nações da UEFA irão decorrer ao longo de seis jornadas, durante os “escalões duplos” de setembro, outubro e novembro de 2018. A competição das finais da Liga das Nações da UEFA para as equipas vencedoras da primeira divisão está marcada para junho de 2019

Para as finais da Liga das Nações da UEFA, os vencedores do grupo A da Liga das Nações da UEFA vão jogar em formato eliminatório (semifinais, terceiro e final) em junho de 2019 para se tornarem vencedores da Liga das Nações da UEFA. Um país anfitrião será formalmente nomeado pelo Comitê Executivo da UEFA, em dezembro de 2018, de uma das nações participantes nos quatro finalistas. Itália, Polónia e Portugal (todos do Grupo A3) manifestaram interesse.

Os jogos do play-off serão realizados em março de 2020.

Este esquema ilustra como ocorrerão os play-offs qualificatórios para a UEFA Euro 2020, decorrente da classificação das seleções na Liga das Nações da UEFA.

Quais são as vantagens para associações e equipes nacionais?

Associações nacionais e treinadores, em consultas com a UEFA, revelaram que sentem que os amistosos internacionais não estão proporcionando uma competição esportiva adequada. A Liga das Nações da UEFA cria jogos mais significativos e competitivos para equipes e um calendário e estrutura dedicados para o futebol de seleções.

As equipes do topo também podem aspirar a participar nas finais da Liga das Nações da UEFA, um novo evento de alto nível.

Para nações de nível médio e menores, a Liga das Nações da UEFA oferecerá uma forma adicional de se qualificar para os torneios como a UEFA EURO. Os países da classe mais baixa – os 16 primeiros colocados do ranking – garantiram agora uma das 24 vagas de qualificação para a UEFA EURO.

Equipes de escalão inferior que lutaram contra equipes classificadas de forma consideravelmente mais elevada do que agora terão a oportunidade de participar em jogos mais equilibrados. As equipes não aprendem e progridem perdendo repetidamente; agora alguns lados começarão a ganhar.

Embora a Liga das Nações da UEFA substitua os amistosos internacionais, ainda haverá espaço no calendário para os amistosos, especialmente para as equipes de ponta que podem querer enfrentar adversários de fora da Europa, pois estarão em grupos de três equipes.

As associações e equipas beneficiam da clareza do calendário de jogos, e existe agora uma clara vantagem entre o final da UEFA EURO e a Copa do Mundo da FIFA, e vice-versa, assim como a estabilidade do rendimento.

Fonte: UEFA.com