Golaço ou Gol Contra?

Golaço ou Gol Contra?

Mais uma noite de conteúdo e conexão no Foot.Hub. Os jornalistas Diori Vasconcelos e Raphael Gomes da Rádio Gaúcha apresentaram o evento “Golaço ou Gol Contra?”, debatendo sobre o humor no jornalismo esportivo e interagindo com todos os presentes. 

Os palestrantes iniciaram sua apresentação com uma dinâmica. Os participantes foram divididos em dois grupos e deveriam criar argumentos para defender se o humor no jornalismo esportivo é um golaço ou gol contra. Após a argumentação de cada lado, houve uma troca. Aqueles que defenderam que o humor é positivo nos programas e matérias do esporte precisariam defender o contrário. Quem argumentou contra a presença da comédia no meio do esporte seria a favor. Essa dinâmica serviu justamente para responder à pergunta: golaço ou gol contra?

Diori e Raphael mostraram que não existe um lado vencedor nessa disputa. Não existe uma resposta certa para a questão. O humor no jornalismo esportivo pode ser golaço, mas também pode ser gol contra. Deve existir um equilíbrio entre os dois, sendo o humor usado em horas que justifiquem seu uso.

Os dois jornalistas contaram um pouco de sua relação com o humor no jornalismo esportivo. O crescimento da área começou em 2009, com a “Leifertização”. Este foi o nome dado ao processo que começou com Tiago Leifert, no Globo Esporte de São Paulo. O mesmo via o programa como algo muito sério, a informação sendo o principal ponto. Em sua visão, o esporte é muito mais uma forma de entretenimento. Foi então que Leifert, como apresentador do GE, inseriu o humor como principal ponto do programa. Esta mudança foi um sucesso de audiência, o que acabou justificando o humor, mesmo que tenha passado do ponto.

Se tratando da carreira de Diori e Raphael, o humor surgiu entre 2016 e 2017. A empresa de comunicação onde ambos trabalham passou por uma mudança. A partir do final do ano de 2016, surge a GaúchaZH, integrando jornais e rádios do Grupo RBS. A casa passa a buscar um novo perfil no jornalismo, geral e esportivo. Este deveria ser capaz de trazer novidades, buscar inovações, humanizar o meio. A dupla de palestrantes resolveu participar da mudança através de um programa em vídeo, uma das novidades de GaúchaZH, o Gol Contra. O programa traria comentários dos acontecimentos da semanano esporte com “pitadas cômicas”, como define o site da empresa. Em setembro de 2017 foi ao ar a primeira temporada e no ano seguinte foi produzida a segunda.

Ambos admitem que tiveram receio em produzir algo com viés cômico em uma rádio considerada conservadora por muitos. Isso poderia afetar suas carreiras, sua credibilidade. Como foi dito antes, o humor no jornalismo esportivo, feito com uma justificativa, no momento certo, sem deixar a informação de lado, é um golaço. Essa opinião é compartilhada por diversos nomes do jornalismo esportivo, que deixaram depoimentos para complementar a apresentação. Duda Garbi, Guerrinha, Juca Kfouri, Sérgio Xavier e Lucas Gutiérrez foram alguns desses. Todos destacam que o jornalista deve estar consciente do contexto em que está inserido, para então saber se é possível utilizar o humor como mais uma ferramenta de trabalho.

Quem escolheu começar a semana presenciando este evento no Foot.Hub se deu bem. Pode aprender com dois profissionais do jornalismo esportivo sobre um tema importante nos dias de hoje, o humor. Também ouviu outros nomes consagrados da área expressando sua opinião, além da interação feita com os demais participantes. Mais um evento finalizado com sucesso. Até a próxima!