Premier League arrecada mais de 100 milhões de euros anuais com parcerias comerciais

Premier League arrecada mais de 100 milhões de euros anuais com parcerias comerciais

A Premier League vai trocar sua cerveja oficial a partir da próxima temporada. De acordo com o site Sport Business, a diretoria da liga inglesa assinou, nos últimos dias, um contrato de patrocínio e parceria com a empresa americana Anheuser-Busch, o que fará da Budweiser a nova cerveja oficial do Campeonato Inglês.

A Budweiser substituirá a cerveja canadense Carling, que patrocinou a Premier League entre os anos de 1993 e 2001 e voltou a ser parceira da liga inglesa em 2016, assumindo o luga da britânica Carlsberg, assinando um contrato de três anos que se encerra ao final da temporada europeia e não será renovado. Se confirmada a informação, a cerveja americana dará mais um passo no marketing esportivo, principalmente no mercado do futebol inglês. A Budweiser estreitou parceria com a Federação Inglesa (FA) e também com o Estádio de Wembley, além de ser uma das patrocinadoras oficiais de todas as seleções de futebol do país. Recentemente, a marca investiu pesado também em outras modalidades, como o MMA.

Outra novidade foi o anúncio da Premier League da renovação com o principal patrocinador da Liga: o banco inglês Barclays por mais três temporadas. Com a renovação, o banco, que é um dos patrocinadores mais antigos da Premier League, pagará cerca de 32 milhões de euros por ano à Liga, cerca de 15% a mais do que o atual contrato.

Uma das principais ligas de futebol do mundo, a Premier League é destaque internacional também pelos altos valores arrecadados com patrocínios e publicidade. Atualmente, a Liga recebe mais de 100 milhões de euros anuais com parcerias comerciais, e deve gerar mais de 5 bilhões de euros somente com receitas de TV nas próximas três temporadas. As audiências dos jogos do Campeonato Inglês alcançam índices cada vez mais elevados ano após ano, e o modelo adotado no país começa a ser exemplo para reformulações em outros países – recentemente, até mesmo o Brasil tentou adotar um modelo parecido, com a forte investida do Esporte Interativo em clubes da Série A do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Torcedores.com